A Capa

Profunda Identidade se revela, em termos de capa. Antes da decisão final fiz enquete, todos se encantaram com a figura, bonita e instigante. Houve quem arriscou interpretar o desenho. A especulação é livre, choveu palpite.

Alguns decifraram que o adulto é precavido, estando ele devidamente protegido, enquanto a criança imprudente brinca feliz na lama apesar do curativo indicando ferimento. Que perigo uma infecção! Teve gente trilhando a mesma linha noutro sentido, o adulto pensativo na verdade se prende num mau abrigo ao proteger-se dos borrifos coloridos, enquanto a criança se entrega ao prazer, se deixando tingir de cores.

Uma pessoa que teve acesso ao trabalho escrito ousou associar a ilustração com o conteúdo do livro, na Profunda Identidade, o menino se banhando na alegria é a alma da eterna criança que habita as profundezas de todo homem.

A dedução é livre, então lhe convido a também opinar, partilhar sua impressão. Quando o livro for publicado, leia para ver se chegou perto. Ou se preferir, depois mande às favas a sugestão de adivinhar, apenas se deliciando com as histórias, uma melhor que a outra, segundo os críticos avaliadores. Uma coisa eu adianto, o final é surpreendente, mas imploro a quem por dever de ofício teve o privilégio de manusear o texto original antes dos outros:

– Nada de spoiler!

Enquanto isto, as cortinas vão se fechando para Segredos de Nair. Garanta seu exemplar antes que o pano caia de vez. Ainda disponível pelo link

COMPRAR LIVRO SEGREDOS DE NAIR

Capa: Rúbia Follmann

Related posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *